Telefone:

71 3042.0062

Fechar

Como é a vida de um Detetive Particular

A profissão de detetive particular vem crescendo bastante ao longo dos anos e diferente de outras carreiras, é muito difícil que ela termine um dia, uma vez que a violência nas grandes cidades só aumenta, levando muita gente a recorrer aos trabalhos de um detetive para encontrar algum desaparecido, por exemplo. Somado a isso, existem outras demandas que acabam proporcionando um volume considerável de trabalhos ao detetive particular, fruto da variedade de casos a qual eles podem atuar.  
A vida de um detetive particular é cheia de ação.
Detetive Particular a sua disposição.
A função primordial de um detetive e para alguma pessoa que pense em se tornar um, primeiramente, é preciso ter capacidade de enxergar fatos e dados, que uma pessoa normal não consiga captar e também atuar com muito sigilo e zelo para coletar informações e pistas para solucionar um crime, um adultério, desaparecimento ou fraude, sendo estes ramos as quais eles estão mais acostumados e constantemente são acionados.  

Um detetive não tem privilégios

Um detetive particular, assim como o restante da população, não possui permissão ou autoridade legal para acessar dados e registros do governo ou da polícia estadual, muitos menos federal para auxiliar em seu trabalho de investigação. Estando aqui, o principal desafio de sua profissão.  
O detetive precisa estar sempre atento as pistas.
O detetive precisa estar sempre atento.
Portanto, para ser um detetive particular, ele precisará buscar outros meios para realizar o seu trabalho. Sendo este, o ponto principal, a qual um detetive particular precisará utilizar a sua habilidade de raciocinar rápido, ter boa comunicação e interação com as pessoas, além de ser astuto e poder de persuasão para conseguir a cooperação de outras fontes para conseguir pistas e informações preciosas para se chegar a solução do caso.  

Não há restrições para contratar um detetive

O mais interessante e vantajoso dos trabalhos prestados pelo detetive é que qualquer pessoa que esteja precisando, pode contar com os seus serviços. Obviamente, que todo esse trabalho terá um custo e não é barato. Um detetive particular costuma contratar em média 80 a 150 reais por hora. Porém, vale ressaltar que o custo varia de caso a caso e também do tempo que a investigação durará para ser solucionado ou não, podendo acontecer, é ruim, mas existem estes dois lados da moeda.   A única restrição que normalmente uma pessoa pode encontrar é no caso de desaparecidos, muitas agências oferecem o serviço, mas elas indicam que o melhor nestes casos é procurar um policial e após as autoridades derem fim as investigações e não tiver uma resposta, aí sim, os detetives particulares entram em ação. Neste caso especifico, muitas agências têm como interesse, o acesso ao inquérito policial para usar como pista e ponto de partida da investigação.  

O lado bom e ruim de ser um Detetive Particular

O lado ruim desta carreira, além dos riscos, obviamente, é o horário de trabalho, que muitas vezes acontece de noite, madrugada, final de semana, feriados etc. Por outro lado, deixando o melhor para o final, podemos dizer que essa profissão de detetive particular é interessante para aquelas pessoas capacitadas, como já ditas anteriormente, além de gostarem de atividades de risco e de ação. Somado a isso tudo, vale dizer que o detetive pode criar o seu próprio horário e rotina de trabalho, permitindo maior liberdade para ele.

Related Post

  • Nós te Retornamos

    Mande um Whatsapp