Como um detetive particular pode ajudar no caso de crimes cibernéticos?

Com os constantes avanços tecnológicos e o aumento dos dispositivos digitais, como computadores, celulares e tablets, as pessoas estão cada vez mais conectadas. Atualmente, bilhões de pessoas utilizam a internet e não é apenas para compartilhar suas opiniões. É comum também a realização de transações e a troca de informações confidenciais. Infelizmente, neste contexto, a tendência é um aumento cada vez maior dos crimes cibernéticos. Afinal, com quase todo mundo tendo acesso a internet, pessoas mal-intencionadas também podem estar online para buscar suas próximas vítimas.

Crime cibernético é um termo utilizado para definir quaisquer atos ilegais cometidos online, usando um dispositivo conectado à rede, como um computador ou um celular. Esse tipo de crime virtual sempre foi uma ameaça desde que a internet ficou disponível ao público e o detetive particular é um profissional apto para atender tanto demandas pessoais quanto empresariais no que se refere aos cibercrimes.

Quais são os principais crimes cibernéticos?

O aumento repentino da acessibilidade da Internet foi mais do que suficiente para fazer com que os crimes cibernéticos crescessem a um ritmo alarmante. Desde o roubo de uma senha bancária até mesmo importunação virtual, cada dia que passa existem mais casos e, possivelmente, você já sofreu ou conhece alguém que tenha sofrido com um cibercrime. Os principais crimes nessa categoria são:

  • Invasão de sistema ou contas pessoais, como redes sociais, e-mail ou outras;
  • Roubo de informações que resultam em danos financeiros ou não, incluindo dados do cartão de crédito ou internet banking;
  • Invasões de webcam com captação de imagens da vítima e espionagem;
  • Falsidade ideológica, com o uso inadequado de fotos da vítima;
  • Bullying, importunação ou perseguição virtual, o que inclui insulto, assédio ou ameaça a qualquer pessoa através da internet.

Além desses, existem alguns tipos de crimes cibernéticos que estão sendo bastante cometidos e, por isso, é preciso prestar uma atenção ainda maior a eles:

Sextorsão

Neste tipo de crime cibernético, os criminosos entram em contato com a vítima afirmando ter vídeos e imagens íntimas dela, coletadas por webcam, câmera de celular ou contas pessoais, sobretudo de sistemas de armazenamento de arquivos em nuvem. Para o esquema funcionar, eles ameaçam divulgar essas fotos e vídeos, a menos que a vítima pague uma quantia, que seria uma espécie de “resgate”. Normalmente, é solicitado um valor em Bitcoin para não divulgar os materiais.

Phishing

Esse é um dos crimes cibernéticos mais comuns praticados atualmente. Nele, os criminosos utilizam links em redes sociais ou mensageiros, como o Whatsapp. Quando o usuário clica no link, os cibercriminosos conseguem obter informações pessoais e/ou confidenciais da vítima, como dados bancários ou informações do cartão de crédito.

Em 2019, o phishing foi o crime cibernético mais cometido. Por esse motivo, é preciso estar atento ao clicar em links recebidos. Normalmente, tal golpe se diferencia por atrair cliques oferecendo brindes e promoções.

Compra falsa no Mercado Livre

Diversas pessoas que costumam realizar vendas através do Mercado Livre estão relatando esse tipo de crime cibernético. Deve-se, portanto, tomar bastante cuidado com isso. Nesse golpe, o vendedor recebe um e-mail de confirmação de compra falso, que imita o oficial. Assim, muitos acabam postando os produtos para só depois descobrirem que foram vítimas de um crime.

Em alguns casos, para praticar o golpe, o criminoso pode entrar em contato com o vendedor pedindo o e-mail do mesmo que é utilizado no cadastro da plataforma de vendas, com a desculpa de que precisa da informação para confirmar a compra. É preciso lembrar, no entanto, que esse tipo de dado não é pedido em momento nenhum para os compradores. Portanto, não passe! Se por algum motivo extraordinário alguém precisar entrar em contato com você, forneça um e-mail secundário que não esteja vinculado a sua conta, para evitar qualquer risco.

Para não cair neste tipo de golpe, a dica é sempre checar o e-mail do destinatário da mensagem e, mais do que isso, conferir no próprio aplicativo ou site do Mercado Livre se houve de fato uma compra com pagamento aprovado.

Perfis falsos de suporte, sobretudo no Instagram

Outro caso de crime cibernético que está sendo bastante falado nos últimos dias, é de pessoas que tiveram problemas em suas compras online e comentaram nas redes sociais da loja. Em pouco tempo após ser enviado o comentário, ela recebe uma mensagem privada de uma outra conta no Instagram, que não é oficial da loja, mas que muitas vezes possui um nome de usuário muito parecido.

Na mensagem, o perfil falso de suporte costuma se mostrar solícito e pronto para resolver o problema do “cliente”. Para isso, no entanto, pode pedir dados do cartão, CPF e nome completo da possível vítima, para poder praticar os crimes. Ou, então, pede uma informação mais “simples”, que é o número do celular, utilizando a desculpa de que é para dar prosseguimento na reclamação e resolução do caso.

Após a pessoa enviar o número, ela recebe uma mensagem SMS com o código de acesso do WhatsApp, e os criminosos por trás do perfil de suporte pedem para que tal código seja passado. Assim, eles conseguem clonar o WhatsApp e se passar pela pessoa para pedir dinheiro para os contatos.

Como um detetive particular pode me ajudar nesse momento?

De forma geral, o detetive particular pode ajudar na resolução de crimes cibernéticos, como por exemplo, descobrindo a origem do golpe e obtendo provas do que está acontecendo. Além disso, eles podem avaliar os riscos do seu computador, celular ou outros dispositivos digitais e oferecer suporte para que você não caia mais nas armadilhas virtuais.

Ou seja, a investigação particular, nestes casos, permite detectar e reparar quaisquer pontos fracos virtuais. Dessa forma, o detetive realiza uma investigação nos dispositivos da vítima para descobrir a vulnerabilidade que viabilizou o crime, e toma as medidas cabíveis para eliminar esses problemas, evitando que os dados da vítima sejam roubados novamente. Em casos de assédio virtual, ou cyberbullying, o detetive particular realizará uma investigação a fim de descobrir a origem dos ataques, permitindo que o criminoso por trás desses atos seja identificado.

Durante todo o processo investigativo, o profissional atua com sigilo e discrição, para coletar evidências para que o responsável possa responder judicialmente pelos danos causados. Portanto, caso haja tenha alguma desconfiança nas suas atividades online, busque os serviços de um detetive particular para resolver essa situação de modo eficiente.

A Elite Detetives pode te ajudar no caso de crimes cibernéticos!

Mesmo com todos os cuidados, infelizmente a maioria das pessoas nunca estará completamente segura da ameaça de crimes cibernéticos. Por esse motivo, é altamente recomendada a contratação de um profissional com conhecimento e experiência nas investigações de crimes virtuais. A Elite Detetives está no mercado há mais de 20 anos atendendo e solucionando casos de cibercrimes, tendo uma equipe de detetives particulares com uma sólida experiência no assunto.

Acabe com suas suspeitas
Whatsapp
Nós te Ligamos Mande um Whatsapp