Universo da investigação particular é abordado em séries policiais

Detetives particulares são profissionais cuja atuação desperta a curiosidade das pessoas. São indivíduos que se “infiltram” em vidas alheias para investigar se determinadas suspeitas se confirmam. Traição, pessoas desaparecidas, desvios de dinheiro em empresas e filhos adolescentes usando drogas são alguns dos principais casos em que a atividade desse profissional se faz necessária.

No entanto, na literatura, no cinema e nas séries televisivas, a profissão do detetive particular é retratada com muito mais glamour e um certo mistério. Na ficção, o detetive particular quase sempre aparece envolvido em crimes e demais questões policias, embora não sejam profissões diretamente conectadas. Conheça algumas das principais séries desse universo:

Lie to me

A série mostra os casos de investigação de uma equipe de profissionais especialistas em comportamento humano. Sob liderança do Dr. Cal Lightman (Tim Roth) e de sua parceira, a psicóloga Dra. Gillian Foster (Kelli Williams), o time é composto por pessoas com um apurado talento para identificar microexpressões faciais e gestos que indiquem mentiras em seus discursos. Ao longo dos episódios, a equipe trabalha para organizações diversas, como a polícia, o FBI, empresas particulares e para qualquer pessoa que queira descobrir a verdade sobre algum assunto específico.

CSI

CSI (Crime Scene Investigation) é um clássico das séries do ramo e já foi considerada a série mais vista do mundo. Criada em 2000, CSI conta a história de um grupo de criminalística da polícia de Las Vegas que investiga crimes de qualquer natureza. O diferencial da equipe é introduzir o conhecimento e o método científicos nos procedimentos policiais para resolver cada caso. A série conta com 15 temporadas e já foram feitos três spin-offs (histórias derivadas): CSI: Miami, CSI: NY e CSI: Cyber. Os casos mais comuns da história são mortes em circunstâncias inexplicáveis e pouco comuns.

Sherlock

É claro que ele não poderia estar de fora. Sherlock Holmes é o detetive mais conhecido do mundo. Imortalizado nos romances de Sir Arthur Conan Doyle, o clássico personagem, interpretado por Benedict Cumberbatch, volta à Londres do século XXI em companhia de seu fiel amigo, o Dr. John Watson (Martin Freeman). Na série, tanto pessoas comuns quanto o próprio governo recorrem aos serviços do detetive para esclarecer casos de difícil compreensão. Vagando pelas ruas da capital inglesa, a dupla é encarregada de explicar como ocorreram assassinatos e outros crimes brutais.

True Detective

Indo um pouco na contramão dos exemplos anteriores, True Detective é uma série que se concentra menos nas cenas de ação e mais nas personalidades das pessoas e nas palavras que são ditas. A série conta a história de Rust Cohle (Matthew McConaughey) e Martin Hart (Woody Harrelson), dois detetives que têm suas vidas interligadas por conta de um assassinato ocorrido 17 anos antes do tempo da série. Durante esse período, a dupla parte numa caça ao responsável pelo crime, ocorrido no estado da Louisiana, nos Estados Unidos. O ritmo da série é um pouco mais calmo, aliando as investigações realizadas com algumas reflexões filosóficas.

Related Post