3 maneiras para descobrir se está sendo traído pelo aplicativo de mensagens

Como o serviço mais solicitado por quem procura o detetive particular, a traição é algo que está inerente ao ser humano. Uma pesquisa demonstrou que 60% dos homens afirmaram que já traíram suas parceiras. Mas o percentual de mulheres que também foram para a traição contra seus parceiros é de 47%. O detetive é muito acionado graças aos números que crescem continuamente e percebe-se uma relação muito próxima em questão de percentuais, mas a motivação de cada um é totalmente diferente. Os homens costumam trair por desejo para sair da rotina, experimentar coisas novas e se sentirem desejados. As mulheres podem trair por questões afetivas, sentimentais e por se sentirem deslocadas e não mais desejada por seu parceiro. A traição é uma quebra do elo de confiança e diante de um mundo tão tecnológico e cheio de possibilidades, surge uma infinidade de possibilidades de dar uma "escapadinha" da relação. Com o advento das redes sociais, a tentação de quem quer pular a cerca aumenta consideravelmente. Tudo começa com um princípio de conversa na rede social que evolui para o aplicativo de mensagens onde o fato é consumado. E, por isso, tem destruído várias relações e despertado a desconfiança em outras mais. Mas, como saber se seu parceiro(a) está te traindo através do mensageiro?

Descubra a traição pelo Aplicativo de Mensagens com nossos profissionais

Quando envolvemos questões tão íntimas como a traição, é fundamental que um profissional seja contratado para fazer esta investigação de forma transparente e que esteja de acordo com a lei. O detetive particular saberá realizar os métodos de investigação e o uso de softwares e técnicas específicas que não incorram em infração federal, sujeita a cadeia. A lei 9296, de 24/07/1996, é bem clara quando diz: " Art.10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo de justiça, sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de dois a quatro anos, e multa."

Independente dos passos que forem tomados, a discrição e o cuidado devem ser levado em conta para que a experiência não seja traumática. Lembrando que a melhor opção é fazer tudo com a ajuda de um profissional especializado. Para investigar, a suspeita deve bem fundamentada com indícios suficientes para não incorrer em um ato criminoso contra a privacidade da pessoa. Conte com a Elite Detetives para ajudar no seu caso trabalhando dentro dos parâmetros da lei.  

Related Post

Nós te Ligamos Mande um Whatsapp